Buscar

Ministro se reúne com Mauro e fala em "blindar" fronteira contra Covid

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga fala em vacina para cidades na fronteira

- FIQUE ATUALIZADO: PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE BEM INFORMADO (NOTÍCIAS, VAGA DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA) - CLIQUE AQUI


O governador Mauro Mendes (DEM) se reuniu com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, nesta sexta (9), para tratar de estratégias de combate à Covid-19. Entre as ações discutidas esteve a vacinação de municípios na fronteira com a Bolívia como forma de "blindar" a entrada de novas cepas no país.

Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga fala em vacina para cidades na fronteira

Mato Grosso está entre os três estados com menos de 10% de sua população imunizada com as duas doses ou dose única de vacinas contra a Covid-19. Ao todo, 28 municípios de Mato Grosso estão incluídos na classificação de faixa de fronteira. Entre eles estão Vila Bela da Santíssima Trindade, Cáceres, Poconé, Araputanga, Barão de Melgaço, Barra do Bugres, Lambari d’Oeste, Pontes e Lacerda, Rio Branco, Salto do Céu, São José dos Quatro Marcos, Vale do São Domingos e Tangará da Serra.

“O ministro está conduzindo de forma muito técnica a saúde pública, e isso nos dá muita certeza de que até setembro, teremos toda a população adulta com a 1ª dose aplicada. Pedi ao ministro, e ele já está trabalhando nesse sentido, para que possamos reforçar a imunização por conta das nossas fronteiras. E ele já está tratando disso junto ao Plano Nacional de Imunização (PNI), buscando uma blindagem como estratégia sanitária para evitar a entrada de novas cepas”, afirmou o governador à imprensa.

Ao lado de Mauro, Queiroga concordou com o pleito e garantiu que o Governo Federal vai trabalhar junto ao Estado para superar a crise sanitária.


" A vacina é a chave para combater a doença. Vamos planejar um futuro melhor para o Brasil e isso passa pelo fortalecimento do Sistema Único de Saúde. Essa é a solução”, declarou o ministro".

Durante a reunião, Mauro relatou que o Governo do Estado está construindo quatro hospitais regionais no interior (Tangará da Serra, Juína, Alta Floresta e Confresa), cujos projetos já foram finalizados e em breve serão licitados. A estimativa é de investimentos de R$ 280 milhões somente nas construções.

“Aqui em Cuiabá, também retomamos dois hospitais: o Central, que estava há 34 anos parado, e o Júlio Muller, que parou em 2013. Todas os nossos hospitais regionais e unidades de saúde estaduais estão passando por reformas. Também abrimos o Hospital Estadual Santa Casa e ampliamos o Metropolitano, em Várzea Grande, que tinha 58 leitos e hoje tem 280, com 80 UTIs exclusivas para covid-19”, afirmou, acompanhado da primeira-dama Virginia Mendes.

No combate à covid-19, o governador destacou que foram abertos 1.040 leitos de enfermaria e 609 UTIs em hospitais regionais e municipais. Outra iniciativa citada por Mauro Mendes foi a abertura do Centro de Triagem na Arena Pantanal, que oferece testagem, consulta e até tomografia, com mais de 193 mil atendimentos já realizados.

“Já foram investidos mais de R$ 700 milhões no combate à covid. Nós investimos com recursos do Estado R$ 457 milhões e também aplicamos outros R$ 291 milhões que o Governo Federal enviou e que foi de grande importância”, pontuou.

O gestor ainda adiantou que nos próximos dias serão lançados outros dois importantes programas para a saúde pública de Mato Grosso: o Cirurgias Eletivas e o Imuniza Mais MT.

O governador e o ministro também conversaram sobre a possibilidade de reforçar o envio de doses de vacina a Mato Grosso, por conta das fronteiras do estado com os países vizinhos. (Com Assessoria)