Buscar

Idosa que foi apontada como 'falecida vacinada' ressurge provando estar 'bem viva'


- FIQUE ATUALIZADO: PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE BEM INFORMADO (NOTÍCIAS, VAGA DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA) - CLIQUE AQUI


A idosa Catarina Maria de Jesus, 86, moradora de Tangará da Serra (242 km de Cuiabá) que foi citada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) como uma das pessoas mortas que foram vacinadas, foi encontrada viva pela equipe da Secretaria Municipal de Saúde.

Após a notificação do TCE, a equipe da Secretaria de Saúde foi até a residência da idosa no bairro Jardim São Marcos. Catarina foi atendida pela Unidade de Saúde da Vila Goiânia e autorizou que a Prefeitura utilizasse sua imagem para comprovação da regularidade em sua imunização.


Em um vídeo de oito segundos, Catarina se manifesta. “Essa sou eu, estou viva, graças a Deus, e vou viver muito”. A Secretaria Municipal de Saúde emitiu uma nota em nome da secretária Gicelly Zanatta explicando o mal entendido.


A nota detalha que assim que foi notificada, a pasta localizou a idosa e encaminhou a comprovação para o TCE que havia dado 15 dias para 22 municípios se manifestarem sobre as possíveis irregularidades na campanha de imunização no estado.


Confira abaixo a nota na íntegra:


“Considerando notificação do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso (TCE-MT) a respeito de possível caso de vacinação de uma pessoa (idosa), supostamente morta, no município de Tangará da Serra.

A Secretaria Municipal de Saúde esclarece que o Município recebeu a notificação e encaminhou para o setor de vacinação contra a Covid-19, que já fez o levantamento necessário para apurar a situação, comprovando que a idosa citada está viva, tem 86 anos, reside em Tangará da Serra e foi devidamente vacinada, conforme o Plano Nacional de Imunização (PNI).


Portanto, frisa-se que a idosa citada na notificação do TCE não está morta, já que foi localizada pela equipe de saúde do bairro onde reside em Tangará da Serra.

Os esclarecimentos, com a comprovação de que a idosa está viva foram encaminhados ao TCE no dia em que o Município recebeu a notificação.


A Secretaria reafirma seu compromisso com a verdade e esclarece ainda que não foi procurada pela reportagem do G1, conforme matéria divulgada pelo site de notícias.

Reiteramos que desde o mês de janeiro, quando começou a campanha de vacinação, o Município já aplicou mais de 12 mil doses da vacina contra a Covid-19 em idosos, trabalhadores da saúde, profissionais de segurança e salvamento, dentre outros, o que destaca Tangará da Serra como uma das três cidades que mais aplicaram doses da vacina contra Covid-19 em Mato Grosso, com média de mais de 80% de aplicação das doses recebidas do Ministério da Saúde.


Por fim, reiteramos que a Secretaria de Saúde da Prefeitura Municipal de Tangará da Serra preza pela seriedade e transparência, disponibilizando de forma aberta, diariamente, em seus canais oficiais, listas com os nomes e data de nascimento de todas as pessoas vacinadas na cidade, bem como um Vacinômetro, onde é possível encontrar informações sobre as doses recebidas, aplicadas e os grupos prioritários já vacinados.

Atenciosamente,

Gicelly Zanatta, secretária municipal de Saúde de Tangará da Serra”

Estadão Mato Grosso