Buscar

Gaeco desarticula esquema de pirâmide financeira em Rondonópolis


- FIQUE ATUALIZADO: PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE BEM INFORMADO (NOTÍCIAS, VAGA DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA) -CLIQUE AQUI


Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado de Mato Grosso (Gaeco-MT) realiza nesta terça-feira (10) a operação Easy Money , que tem como objetivo investigar uma organização criminosa atuante em um suposto esquema fraudulento de ‘pirâmide financeira’, operado sob o disfarce de marketing multinivel, relacionado à prestação de serviços de aplicação no mercado financeiro.

Conforme as informações da assessoria de imprensa do MP estão sendo cumpridas 17 ordens judiciais, que incluem mandados de prisão preventiva, busca e apreensão e sequestro de bens em 5 estados do país.

A investigação começou com as ações do esquema piramidal da empresa King Investimentos, que se tornou King-Bentley e King Prime, com sede em Rondonópolis (212 km ao Sul de Cuiabá).

O grupo teve lucro de milhões de reais e causou prejuízo em inúmeras pessoas que foram enganadas em várias localidades do país. Há indícios ainda que apontem a prática de crimes de lavagem de dinheiro e contra a economia popular.

Operação


A operação, fruto de investigação realizada no âmbito do Procedimento de Investigação Criminal (PIC) nº 01/2019, tem o apoio operacional da unidade do Gaeco em Rondonópolis (MT) e dos Gaecos de São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná e Alagoas. Na cidade mato-grossense deverão ser cumpridos mandados de prisão e busca e apreensão.

O Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) é integrado por membros do Ministério Público Estadual (MPMT), da Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso (PJC-MT) e da Polícia Militar (PM-MT).

Gazeta Digital