Buscar

Feminicídios caem em Mato Grosso nos primeiros quatro meses. Homicídios de mulheres aumentam


- FIQUE ATUALIZADO: PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE BEM INFORMADO (NOTÍCIAS, VAGA DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA) - CLIQUE AQUI


O número de feminicídios registrados em Mato Grosso diminuiu 14% entre janeiro e abril de 2021, em comparação com o mesmo período de 2020, sendo registrados 18 casos este ano e 21, no ano passado.


Em contrapartida, os registros de homicídios dolosos contra vítimas femininas aumentaram 78%, sendo 16 casos este ano, contra nove em 2020.

Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública e foram tabulados pela Superintendência do Observatório de Segurança Pública, vinculada à Adjunta de Inteligência.


No total, houve 34 mortes de mulheres no estado nos quatro primeiros meses de 2021. Já no ano anterior foram registrados 31 casos.

Deste total, em 29% dos crimes os autores utilizaram arma cortante ou perfurante; 24% arma de fogo; 26% usaram outros meios.


Quanto às motivações, a maioria, ou seja, 38%, foram por motivo passional, seguido de 23% de casos a apurar.


A rixa foi identificada em 15% das mortes, motivo fútil em 9% e 6% por envolvimento com drogas.


Rondonópolis foi o município com maior número de homicídios dolosos de mulheres, com cinco casos, sendo seguido por Sinop e Várzea Grande, cada um com três casos.

Sapicuá