Buscar

Falta de insumos vai deixar cerveja ainda mais cara neste fim de ano

As bebidas têm íntima ligação com as festividades, quando ocorre o pico das vendas o comércio superaquece e o preço sobe.

A cerveja custará mais caro nas festas de fim de ano. Pelo menos é o que afirma o mestre em economia na PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo), Tiago Brito Ferreira, de 29 anos, isso se deve ao aumento geral de insumos, o aperto logístico causado pela pandemia e a alta histórica dos preços da commodities, que em linhas gerais, gerou alta nos preços dos insumos para os produtores de bebidas.


Vale lembrar que o Brasil está sem restrições de circulação interna e atrelada com o aumento de consumo de bebidas nas festas de fim de ano, o preço tende a ficar um pouco mais salgado, porém, esse reajuste não será exorbitante, uma vez que a maior produtora de bebidas do Brasil Ambev (America´s Beverage Company) já ter realizado reajuste de preços em meados de outubro.


A empresa é dona das marcas Skol, Brahma, Stella Artoris e Colorado. Além disso, atua como uma multinacional que domina cerca de 60% de todo o mercado de cerveja do Brasil.

Isso é um indicativo muito forte de que os produtos não sofrerão mais alterações que possam prejudicar ainda o bolso do brasileiro.


Fernando Soares/ReporterMT


FIQUE ATUALIZADO: PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE BEM INFORMADO (NOTÍCIAS, VAGA DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA) -CLIQUE AQUI