Buscar

Deputados de MT cobram empenho de emendas parlamentares; Governo sinaliza R$ 3,5 milhões até agosto

“O Governo garantiu que vai comunicar aos secretários para que autorize o empenho dessas emendas”, declarou Botelho

- FIQUE ATUALIZADO: PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE BEM INFORMADO (NOTÍCIAS, VAGA DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA) - CLIQUE AQUI


O primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, Eduardo Botelho (DEM) cobrou o empenho de 50% das emendas parlamentares até agosto deste ano. Segundo o democrata, até o momento o Governo não empenhou nenhuma emenda dos deputados.


“Já terminou o primeiro semestre e até agora o Governo não começou empenhar nada das emendas e chega lá no final do ano, o Governo fala: que não dá tempo. Então, essa é uma preocupação nossa, passou a metade do ano e não empenhou nada e não deu nenhuma sinalização”, reclamou o deputado.

Segundo Botelho, a reunião que contou com a participação dos deputados, Dilmar Dal Bosco (DEM), Janaina Riva (MDB), Ondanir Bortolini - Nininho (PSD) e o presidente da Assembleia Legislativa, Max Russi (PSB) resultou na promessa do Governo em empenhar R$ 3,5 milhões já que cada deputado tem direito a cerca de R$ 7 milhões em emendas impositivas.


“Ele sinalizou a possibilidade de empenharem em torno de 50% das emendas até o mês de agosto e para o final do ano o restante. Então, vamos ver se esse cronograma seja cumprido. R$ 3,5 para cada um até agosto”, declarou Botelho completando: “O Governo garantiu que vai comunicar aos secretários para que autorize o empenho dessas emendas”, finalizou.

Adriana Assunção/VGN