Buscar

Cuiabá deve retomar toque de recolher, avisa Emanuel

Medida está prevista em decreto estadual, que estabelece série de restrições para quando a ocupação dos leitos de UTI ultrapassar 85%

Prefeitura de Cuiabá

- FIQUE ATUALIZADO: PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE BEM INFORMADO (NOTÍCIAS, VAGA DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA) - CLIQUE AQUI


Diante do novo aumento de casos e internações por covid-19, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) deve retomar o toque de recolher mais rígido a partir da próxima semana. A afirmação foi feita pelo próprio gestor nesta quinta-feira (27), em conversa com jornalistas durante entrega do Centro de Referência no Atendimento ao Autista.


Emanuel explicou que o decreto estadual nº 874/2021 estabelece uma série de medidas restritivas mais duras para quando a taxa de ocupação dos leitos de UTI subir acima de 85%. Nesta quarta-feira (27), a taxa bateu 88,5%, consolidando o terceiro dia seguido de alta.

“Vai depender do comportamento do vírus. Se os leitos de UTI estiverem em 85% de taxa de ocupação, já existe decisão judicial que eu devo acompanhar as normas do decreto estadual, que estabelece 21h para o toque de recolher, por exemplo”, disse o prefeito.


A versão atualizada do decreto estadual prevê toque de recolher das 23h às 5h em todo o estado. Inicialmente, previa toque de recolher às 21h, mas o horário foi alterado pelo decreto 897/2021.

Confira as restrições:


Toque de recolher: das 23h às 5h

Proibida venda de bebidas alcoólicas para consumo local

Funcionamento do comércio: seg. a sáb., das 5h às 22h / domingo: das 5h às 12h

Restaurantes de shoppings: domingo até as 15h

Drive-thru e ‘pegue-leve’: seg. a sáb., até 22h45

Delivery: até 23h59

Limite máximo de 30% de ocupação em templos, cinemas, teatros e outros.

Estadão Mato Grosso