Buscar

Corpo de pai e filho são encontrados no rio Paraguai


- FIQUE ATUALIZADO: PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE BEM INFORMADO (NOTÍCIAS, VAGA DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA) - CLIQUE AQUI


O corpo de Pedro Henrique Ortiz da Silva, de 7 anos, e do seu pai Marcelo Ortiz da Silva, de 42 anos, foram encontrados na manhã desta segunda-feira (17) boiando nas águas do Rio Paraguai, próximo à Praia do Julião, em Cáceres.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, ainda na noite de domingo (16), os familiares conseguiram localizar o corpo do tio da criança, Elias Figueiredo da Silva de 58 anos, que também se afogou.


Segundo informado, às 7h desta segunda, as equipes do Corpo de Bombeiros encontraram a criança e por volta das 8h40, o pai foi encontrado por outra equipe.

Os corpos das vítimas serão entregues ao Instituto Médico Legal (IML) de Cáceres e posteriormente aos familiares.


Ainda não se sabe as circunstâncias do afogamento.

A Polícia Civil deve investigar o caso.


ENTENDA O CASO


Tio, sobrinho e uma criança de 7 anos estão desaparecidos no Rio Paraguai em Cáceres (220 km de Cuiabá). Os homens foram identificados como Elias Figueiredo da Silva, 58, Marcelo Ortiz da Silva, 42 anos, e o filho de Marcelo, identificado pelas iniciais Pedro Henrique Ortiz da Silva de apenas 7 anos.


De acordo com informações de familiares, eles saíram para pescar desde neste domingo por volta das 13h e sumiram sem deixar vestígios.


Familiares receberam uma ligação por volta das 17h, quando uma testemunha que teria encontrado o celular e os pertences das vítimas na praia do Julião onde os três pescavam.

Os familiares foram até a localidade e encontraram a testemunha que estava com os pertences das vítimas.


Em buscas pelo local não encontraram as vítimas, então resolveram procurar a Delegacia da cidade onde registraram o boletim de ocorrência dos desaparecimentos das três pessoas.

Após buscas, por volta das 22h Elias Figueiredo da Silva foi encontrado pelos familiares afogados nas proximidades da praia do Julião.

Estadão Mato Grosso