Buscar

Casal baleado em troca de tiros foi amarrado durante assalto e um dos criminosos era conhecido


- FIQUE ATUALIZADO: PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE BEM INFORMADO (NOTÍCIAS, VAGA DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA) -CLIQUE AQUI


Os filhos do casal vítima de assalto na tarde desta quarta-feira (11), em uma fazenda na zona rural de São José do Rio Claro (315 km de Cuiabá), revelaram detalhes do episódio que resultou na morte da mãe, Ida Alexandre Martinez, de 65 anos, que é pioneira na cidade. O pai, José Carlos Carrilho Martinez, de 69, sobreviveu e está internado em estado grave. Ambos foram atingidos com disparos na cabeça.


“Quer levar o gado, podia levar, queria levar a casa, leva, quer levar as árvores, leva as árvore, mas deixa os dois quietos. É muita covardia”, conta revoltado ao Olhar Direto Rogério Martinez, filho do casal. Segundo ele, um dos envolvidos no assalto era conhecido de Ida e José.


De acordo com o familiar, ele e outro irmão, que moram em Lucas do Rio Verde (353 km de Cuiabá), ficaram sabendo do ocorrido por volta de 1h da madrugada desta quinta-feira (12). Eles foram avisados pelas irmãs, que moram na mesma cidade dos pais. “A gente quer se despedir da minha mãe”, diz Rogério após ter viajado mais de 120 km para alcançar o funeral de Ida.


Além do casal, dois criminosos morreram durante troca de tiros com os policiais, que estavam na propriedade para atender a ocorrência. A Polícia Civil investiga se Ida e José foram baleados pelos bandidos ou pelos agentes da polícia. Sobre isso, o filho diz não ter informações, porém, afirma que o episódio que resultou na morte e internação dos pais é culpa dos criminosos.


“Pra mim a culpa é do bandido porque eles tinham a escolha de roubar, não roubar, se render, não se render. Essas informações a gente não teve ainda [se o tiro partiu dos bandidos ou polícia], mas sim, meus pais não tiveram chance de escolha, não tiveram escolha. Agora os bandidos tiveram, mas escolheram o caminho do mal”, revela.


De acordo com Rogério, os criminosos amarram os pais para que eles não fugissem. “Eles amarraram os dois, eles tem marca pelo corpo, cara eles eram de idade, são de idade que obstáculos eles poderiam colocar pra esses cara, os cara tavam em sete eu acho”.


O casal estava na casa que tinham em uma fazenda da zona rural de São José do Rio Claro. Segundo Martinez, o pai e um tio usualmente realizavam serviços na propriedade, porém, devido a um tratamento que o tio está fazendo em São Paulo, a mãe passou a fazer companhia e ajudar o pai.


Nesse momento, a família diz que pretende cobrar por justiça no Ministério Público, Promotoria e Polícia Civil. Ao lembrar da mãe, o filho não consegue conter a emoção. "Eu e meus irmãos a gente é bem unido, meus pais eram muito queridos na cidade. Minha mãe era um amor [engasga com choro].


O caso


A Polícia Militar matou dois criminosos durante um confronto na tarde desta quarta-feira (11), na zona rural de São José do Rio Claro (315 km de Cuiabá). A idosa Ida Alexandre Martinez, de 65 anos, e o marido José Carlos Carrilho Martinez, de 69, foram baleados na cabeça e a mulher, que é pioneira do município, não resistiu aos ferimentos. O homem, conhecido por Zé Chinês, está em estado grave.


De acordo com informações preliminares, sete bandidos invadiram a propriedade rural do casal, que fica às margens da MT-160, com objetivo de roubar gado. Eles amarram os proprietários enquanto recolheram os animais.


A PM descobriu o crime depois que dois dos criminosos fugiram do local em um veículo. Eles, que seriam moradores da cidade de Chapada dos Guimarães, teriam sido abordados em um posto de combustíveis e acabaram confessando que o roubo estaria em andamento. Na fazenda, os comparsas aguardavam um veículo para transportar o gado.


Diante disso, uma equipe se deslocou até a propriedade durante a noite. Os militares pararam a viatura e foram andando até o imóvel, ocasião que houve a troca de tiros. Dois bandidos morreram e três fugiram para o matagal. Ida e José foram baleados na cabeça, mas a mulher não resistiu aos ferimentos e faleceu no mesmo dia.

Olhar Direto