Buscar

Associação de criadores Nelore tem novo diretor executivo


O médico veterinário André Luiz Zambrim Mendonça assume o cargo em um ano considerado estratégico pela Nelore Mato Grosso


A Associação dos Criadores de Nelore de Mato Grosso (ACNMT) tem um novo diretor executivo, o médico veterinário André Luiz Zambrim Mendonça, que assume o cargo em um ano considerado estratégico pela entidade, em função do cenário econômico do país. “Mesmo em meio à pandemia, a pecuária foi o único setor da economia (comparando com indústria e serviços) que cresceu em 2020, avançando mais de 2% conforme dados deste ano do IBGE. Cabe a nós, como associação, continuar contribuindo para que o setor mantenha esse ritmo gerando emprego e renda aos nossos cidadãos”. Zambrim pontua que Mato Grosso é destaque nacional na pecuária, com o maior rebanho bovino com mais de 30 milhões de cabeças, das quais 80% da raça Nelore ou “anelorado”. Também é o estado vice-líder na exportação da carne bovina (atrás apenas do estado de São Paulo) com 407,7 mil toneladas - ou 20,2% do total - de exportações do país no ano passado. “Deste modo, cabe à associação, junto com as demais entidades parceiras, como Acrimat (Associação dos Criadores de Mato Grosso) e Sindicatos Rurais, atuar como protagonista em um momento de crise econômica e sanitária à qual o Brasil enfrenta”. O novo diretor afirma que as perspectivas para 2021 são boas e a pecuária deve continuar impulsionando a economia do estado e do país. A principal missão dele à frente do cargo é fortalecer a imagem da entidade, que representa a maior raça bovina do Brasil, a mais adaptada, e que produz carne saborosa, de qualidade e a partir de um sistema de produção economicamente viável ao produtor e sustentável. “O Brasil sem dúvida tem um compromisso forte com a produção de proteína animal para o mundo, nós somos parte disso, com orgulho”. Biografia André Luiz Zambrim Mendonça tem 53 anos, é natural de Santarém, no Pará, e reside em Mato Grosso há 28 anos. É médico veterinário formado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), com mestrado em Reprodução Animal pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) de Botucatu, quatro especializações também nesta área, tem experiência como professor universitário. Além disso, é referência na atuação à frente de grandes propriedades mato-grossenses e em várias instituições do setor da pecuária.

Fonte: Assessoria Nelore-MT