Buscar

Assassino responsável por massacre em creche recebe alta e vai para prisão

Ataque a creche aconteceu na manhã de 4 de maio. Três crianças e duas mulheres, sendo uma professora e a outra agente educacional, morreram.

- FIQUE ATUALIZADO: PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE BEM INFORMADO (NOTÍCIAS, VAGA DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA) - CLIQUE AQUI


O homem de 18 anos que invadiu uma creche e matou cinco pessoas há cerca de uma semana em Saudades, no Oeste catarinense, recebeu alta hospitalar na manhã desta quarta-feira (12). Segundo o Departamento de Administração prisional (Deap), ele está detido no Presídio Regional de Chapecó, na mesma região.

O ataque a creche aconteceu na manhã de 4 de maio. Três crianças e duas mulheres, sendo uma professora e a outra agente educacional, morreram. Uma quarta criança ficou ferida, foi hospitalizada e recebeu alta no domingo (9).

O assassino foi preso em flagrante no dia do ataque e levado ao hospital após dar golpes contra o próprio corpo. Ele estava internado no Hospital Regional do Oeste, em Chapecó, na mesma região. Dias depois, a Justiça determinou a prisão preventiva dele.

Em nota, o Deap informou que ele "está em isolamento cumprindo os protocolos de prevenção à Covid-19". A Polícia Civil informou que não há previsão de quando ele será ouvido novamente. O inquérito policial deve ser encerrado nesta semana.

Na segunda segunda-feira (10), ainda no hospital, ele prestou depoimento. Segundo a Polícia Civil, a conversa durou cerca de uma hora, mas detalhes não foram divulgados para não atrapalhar as investigações.

Familiares e amigos das cinco vítimas mortas no ataque a creche em Saudades, no Oeste catarinense, realizaram uma homenagem em frente à unidade infantil nesta terça-feira (11), uma semana após as mortes.


Veja quem são as vítimas do atentado


Keli Adriane Aniecevski, de 30 anos, era professora e dava aulas na unidade havia cerca de 10 anos

Mirla Renner, de 20 anos, era agente educacional na escola

Keli Adriane Aniecevski e Mirla Renner morreram uma escola infantil de Saudades (SC), após um ataque à faca nesta terça-feira (4) — Foto: Reprodução/Redes Sociais


Sarah Luiza Mahle Sehn, de 1 ano e 7 meses

Murilo Massing, de 1 ano e 9 meses

Anna Bela Fernandes de Barros, de 1 ano e 8 meses.

Sarah Luiza Mahle Sehn, Murilo Massing e Anna Bela Fernandes de Barros foram assassinados em atentado em creche de Saudades (SC) de 1 ano e 8 meses — Foto: Reprodução/NSC TV



O que se sabe até agora:


Um homem de 18 anos invadiu a escola Aquarela com duas facas às 10h de terça (4).

A creche fica na cidade de Saudades (SC), 600km de Florianópolis, e atende crianças de 6 meses a 2 anos.

20 crianças estavam no local sob os cuidados de 5 professoras.

A primeira pessoa que o assassino atacou foi a professora Keli Adriane Aniecevski. Mesmo ferida, ela correu para uma sala, onde estavam quatro crianças e a agente educativa Mirla Renner, de 20 anos.

O homem chegou até a sala e continuou os ataques, matando Keli e três crianças. Mirla chegou a ser socorrida, mas não resistiu. Todas as vítimas foram atingidas com, pelo menos, cinco golpes de facão.

O assassino tentou entrar em todas as salas da creche, mas professoras conseguiram se trancar e proteger as crianças.

Na casa do assassino, a polícia encontrou R$ 11 mil e duas embalagens de facas novas.

O velório e o sepultamento das cinco vítimas foram coletivos.

O homem foi autuado em flagrante por cinco homicídios triplamente qualificados, além de uma tentativa de homicídio contra a criança que foi ferida.

A Justiça de Santa Catarina converteu a prisão em flagrante do autor para prisão preventiva.

A polícia está analisando computadores encontrados na casa de autor, ouviu testemunhas e quer interrogar o jovem que invadiu a creche com facão

G1