Buscar

20 mil litros de defensivos agrícolas e 600 kg de agrotóxicos é apreendidos em propriedade rurais

A ação fiscalizou os operadores aeroagrícolas nas atividades de aviação agrícola e uso de agrotóxicos.

Foram apreendidos cerca de 20 mil litros de defensivos agrícolas e 600 kg de agrotóxicos fraudados em propriedades rurais de Mato Grosso nesta terça-feira (12).


A ação de fiscalização foi feita pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea).

O objetivo era fiscalizar os operadores aeroagrícolas nas atividades de aviação agrícola e uso de agrotóxicos.

Ao todo, o Mapa emitiu 25 autos de infração sobre as atividades de aviação agrícola, além de outras autuações feitas pelo Indea e Ibama, relacionadas às apreensões e às questões ambientais.

Além da apreensão de agrotóxicos sem registro, a força-tarefa focou em buscar operadores clandestinos, ou seja, que operam as aeronaves sem registro no Mapa, de acordo com a chefe da Divisão de Aviação Agrícola da Secretaria de Defesa Agropecuária, Uéllen Lisoski. Durante a fiscalização, o Mapa verificou se os operadores aeroagrícolas estão atuando em conformidade com normas de trabalho da aviação agrícola e dentro dos padrões técnicos operacionais e de segurança legalmente definidos.

São conferidos os documentos referentes às aeronaves e à equipe responsável pelas operações (responsável técnico e técnico executor).

Caso as normas da aviação agrícola não sejam cumpridas, os operadores estarão sujeitos a penalidades administrativas que englobam multas, suspensão ou cancelamento do registro da empresa, além de penas cível e criminal, em caso de crime ambiental.

Entre as equipes de fiscalização, participaram sete auditores fiscais federais agropecuários de vários estados.


G1/MT


FIQUE ATUALIZADO: PARTICIPE DO NOSSO GRUPO NO WHATSAPP E FIQUE BEM INFORMADO (NOTÍCIAS, VAGA DE EMPREGO, UTILIDADE PÚBLICA) -CLIQUE AQUI